Novidades

31/10/2017 15:00 Prefeitura de Cuiabá, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros MT

Ventos fortes, chuvas ácidas, quedas de árvores e raios, confira recomendações da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

As primeiras chuvas da temporada das águas já começaram no Vale do São Lourenço e região. Estas chuvas com ventos fortes oferecem grandes riscos para sociedade. Registramos uma queda de árvore em Jaciara. Após uma forte ventania hoje(31) por volta das 14hs uma árvore caiu no bairro São Sebastião.

Segundo o diretor de Proteção e Defesa Civil do Município, coronel Paulo Wolkmer, seguindo as recomendações da área da saúde pública, o início do período chuvoso exige a adoção de cuidados especiais por parte da sociedade. Ele explica que as precauções são necessárias por se tratarem de chuvas com uma formação repentina, com substâncias químicas, que dão acidez às águas.  

Outras considerações feitas pelo diretor são em relação às possíveis descargas elétricas e ventos com forte intensidade. Wolkmer destaca que é comum que, após a longa estação de estiagem, as primeiras chuvas venham acompanhadas desses fenômenos naturais. Por conta disso, ressalta que é de fundamental importância instruir sobre as precauções essenciais a serem seguidas durante a temporada das águas.

"Nossa recomendação é que, especialmente nesses primeiros dias, a população evite tomar banho de chuva. As águas dessa época possuem uma maior incidência de dióxido de carbono (CO2). Esse fator é preponderante para a formação das chamadas chuvas ácidas, onde o contato com ela pode ocasionar irritação na pele, principalmente em crianças, que possuem uma sensibilidade maior", argumentou o diretor. 

Durante o período de chuvas os temporais com ventos fortes e queda de raios são constantes e com isso, aumentam as solicitações para a realização de corte (erradicação) ou podas de árvores que oferecem risco de quedas em casas, muros, veículos, fiação elétricas, pedestres em calçadas públicas e outros.

Quando existe este tipo de solicitação, o Corpo de Bombeiros envia para o local uma equipe que verifica se existe o risco iminente da árvore causar um acidente ou não. Se existir, deve-se verificar ainda, se a situação caracteriza emergência ou o serviço pode ser realizado em outro momento, até mesmo por terceiros.

Casos reais e estatísticos têm demonstrado que durante o período de chuvas as pessoas que utilizam o telefone celular podem ser vítima de descarga elétrica, bem mais que imaginam. O Estado de Goiás registrou três mortes causadas por telefone celular em pouco mais de dois meses em 2008.

Para aumentar a segurança e diminuir os riscos de uma árvore cair com a atuação de eventos naturais, o Corpo de Bombeiros sugere as seguintes medidas:

Verificar se está com infestação de cupins e as copas próximas da fiação elétrica.

Manter as copas das árvores podadas para diminuir quedas de galhos no telhado e diminuir área de atrito com o vento.

Manter a altura da árvore das calçadas abaixo da rede elétrica.

Diminuir a quantidade de árvores no quintal ou em área que não comporta.

Manter o quintal limpo livre de entulhos e lixo.

Outras orientações poderão ser direcionadas ao telefone de emergência do Corpo de Bombeiros, o 193.

 

Acesse também:

Sistema Integrado de Informações sobre Desastres - S2ID integra diversos produtos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil - SEDEC, com o objetivo de qualificar e dar transparência à gestão de riscos e desastres no Brasil, por meio da informatização de processos e disponibilização de informações sistematizadas dessa gestão.

https://s2id.mi.gov.br/#

http://nucleo.tempestades.org.br/NovoPortal/


RECEBA INFORMATIVOS

Receba as novidades do nosso site, preenchendo esses campos ao lado.

O Site

Informações sobre os principais atrativos turísticos, comércio local, instituições públicas, vagas de empregos e muito mais! 
Resultado de imagem para cadastur 13.028984.10.0001-5

 

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo